terça-feira, 23 de outubro de 2012

Porque eu sei que é amor

Amor-amor, amor-amigo, amor-irmão. Amor-paixão. Amor-companheiro. Amor-amante. Amor-cuidado. Amor-igual, amor-diferente. Tantas faces, tantos jeitos, tanto amor.
Quando achamos que aprendemos o que é o amor e o que é amar, vem a vida e mostra que a gente não sabe é nada. Que o amor inventa e se reinventa a cada dia. Que ele pode ter dimensões muito maiores do que imaginamos. Que ele tem tantas formas quantos são os corações nesse mundão de meu Deus. Que ele tem força e coragem para superar barreiras, preconceitos e dificuldades. Que ele, para completar, precisa ser inteiro.
Por tudo isso, quando vejo a celebração do amor, me emociono. É lindo ver duas pessoas reafirmando seus sentimentos, mostrando ao mundo sua vontade de ficar juntas. Me sinto privilegiada de ter presenciado um pedido de casamento tão bonito também porque foi no lugar onde eu pedi Momô em casamento, com direito a música, lírios e jogral, além da participação especial de amigos queridos.
Mais lindo ainda foi ver a emoção, a voz embargada, os olhos cheios de lágrimas, as mão que não paravam de apertar o vestido, o receio infundado de não ouvir o esperado sim, a maquiagem borrada.
Meu desejo é que a emoção vivida esteja sempre presente nas lembranças de todos que tiveram o prazer de participar desse dia, principalmente nos momentos de dificuldades. E quando vierem as discussões sim, elas virão, que elas nunca percam de vista o motivo que as levou a desejarem ser um casal, porque às vezes, ao longo do tempo, vamos esquecendo de como foram os primeiros passos da caminhada. O importante é nunca esquecermos porque decidimos caminhar de mãos dadas e rumo ao mesmo destino.

PS. Este post foi feito a pedidos. Espero que goste! 

3 comentários:

  1. Buáááá tô tão sensível buáááá e o toque do meu celular quando marido liga é justamente esse de Titãs...buááaááá

    ResponderExcluir
  2. AAiiiii....eu choro!!!

    ResponderExcluir